Serra Gaúcha. Tinha que ser!

Postado por

No início o objetivo era sempre estar o mais próximo possível da costa. Mas apesar disso não somos inflexíveis e sabíamos que muitas vezes nossa rota mudaria. Na tarde que saímos do Farol de Santa Marta nosso destino inicial era Torres e não a serra gaúcha.

Mas enquanto subimos a ladeira para pegar a estrada decidimos mudar e ir conhecer Gramado e Canela, na serra gaúcha. Havíamos conhecido muitas pessoas dessa cidades enquanto estávamos no evento do Volks Friends em Pomerode. Além disso haviam algumas pessoas que conhecemos virtualmente através do projeto que queríamos conhecer pessoalmente.

Então mudamos o destino no GPS, decidimos que nessa tarde o destino seria Canela na Serra Gaúcha, saímos contemplando aquelas dunas de areias brancas com um maravilhoso entardecer.

01-Gramado-e-Canela

Eram muitos quilômetros até a cidade de Canela e mesmo indo com uma velocidade média de 60 por hora ainda chegaríamos por volta da meia noite. Nesse trecho foi quando passamos a primeira vez por uma divisa de estados.

De Santa Catarina estávamos entrando no Rio Grande do Sul, em vez de curtirmos as praias do Sul iríamos atrás das corredeiras. Foi nesse trecho que pegamos nossa primeira cerração.

Decidimos ir pela Rota do Sol, um caminho de serra lindíssimo mesmo pela noite só que ele tem um porem não possuí postos pelo caminho. Por isso o bom é abastecer um pouco antes, e se já for muito tarde e estiver cansado o melhor é parar.

Como estávamos bem seguimos viagem, paramos no  da Policia Militar para fazer a janta. Um clássico Miojo Gourmet, com ovos e temperos. Depois mais estrada lá uns 50 km antes de chegar uma neblina absurda apareceu, era como uma visão de cinema não se enxergava mais que dois metros a frente. Foi tenso ao ponto de nem lembrar de registrar.

16-Gramado-e-Canela

Segue pra Canela e chegando a cidade já entramos no clima de Natal. Era dia 19 de Dezembro e na época do natal a Região de Gramado e canela ganham um toque especial.

Vimos então um trevo para a cidade de São Francisco de Paula e resolvemos entrar para procurar um posto para dormir. Bem na entrada há um hotel e foi lá no estacionamento que dormimos. Logo pela manhã acordamos e pudemos inclusive usar o banheiro do hotel.

Gramado é conhecido principalmente pelo seu chocolate, e você entenderá o porque ao passar pelas lojas e sentir o cheiro. Uma região colonizada por alemães e que até hoje mantém muitas de suas origens. Gramado é lúdico principalmente nessa época do ano em que comemora o Natal Luz.

19-Gramado-e-Canela

Não há como não se sentir em clima natalino, até alto falantes são espalhados pela cidade para que de vários lugares possa se ouvir musicas natalinas. Gramado é uma cidade linda para se ver, sentir, ouvir e cheirar.

Toda a cidade é decorada com artigos Natalinos e com luzes sua Catedral no centro da cidade além das luzes tradicionais possui um show de fogos que acontece as 21:00. Durante um mês acontecem espetáculos espalhados pela cidade. Gramado é uma cidade que sabe trabalhar para crianças de todas as idades, inclusive a nossa criança interior.

Já Canela é uma cidade para se fazer. Canela além de todo clima de Natal, espalhado pela cidade com sua incrível decoração é uma cidade da adrenalina e do ecoturismo. São várias as opções de trilhas, treekings passeios. Começamos pela Cascata do Caracol, um queda espetacular, um parque tão legal que vamos escrever um post só para ele. Em frente ao Parque do Caracol existe o Parque da Ferradura, esse não conseguimos visitar mas dizem que possuí uma vista incrível. Tem também o Parque dos Paredões do qual vamos falar mais tarde.

Canela também possuí um circuito de museus, tem o de Museo de Cera logo na porta pode se ver o Jim Carrey como o guarda do Museo que interpretou no filme X, tem também carros antigos e mega máquinhas, o Museo da Moda, o Parque dos Dinossauros.

Nossa bateria da casa estava se esgotando e também queríamos pegar a estrada rumo a Três Coroas onde iríamos praticar Raft.

Foi a hora de dar um até logo a Dona Loiva que é mãe da Raquel que conhecemos junto com seu Marido Matheus em Pomerode. De dar Até logo ao Marcelo brother que conhecemos por causa dessa jornada e que agora é mais que um irmão, convivemos com ele e sua família.

23-Gramado-e-Canela

Fomos presenteados com um churrasco maravilhoso, no churrasco da família Bortolacci eles passam o coração de galinha e a carne de porco na farinha de mandioca antes de assar o que da um toque especial e mais suculência a carne.

Parecia que essa região não queria nos deixar ir tanto que ao sair da cidade começou um chuva das mais fortes que tinhamos pegado, o que nos fez parar em um posto para passar a chuva, era tão intenso que a água entrava pela borracha dos vidros. Estávamos nós e mais um bando de turistas, todos molhados e apinhados em baixo da marquise.

Ficamos apenas uma noite em gramado e um dia em Canela, não deu para fazer muito, mas é assim que nossa rotina funciona. O que podemos dizer para quem ainda não conheçe a região é que dois dias é pouco, ou melhor que em dois dias pode se apenas começar a conhecer essa região e não importa a idade que você tem, seja através dos cenários lúdicos que gramado proporciona ou pela adrenalina de canela você sempre se sentirá uma criança nessas cidades.

Quando a chuva acalmou era hora de deixar pra trás essas duas cidades que marcaram nossas vidas. Até logo Gramado e Canela, gostamos muito de ter conhecido vocês. Com certeza um dia voltamos novamente.

Mais Fotos da Serra Gaúcha!

Se você leu esse post e conseguiu:

  • Se sentir a dentro de nossa Kombinet vivendo essa história com a gente;
  • Alguma dessas informações te foi útil
  • Se inspirar a fazer alguma coisa
Então clica no botão ao lado e nos faz uma doação. 

 

Blog Post Location

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *